Portal da Cidade Poços de Caldas

SAÚDE

Levantamento aponta baixo risco de infestação do Aedes em Poços de Caldas

Segundo dados obtidos pela Secretaria de Saúde, foram identificados apenas nove focos na cidade

Postado em 27/10/2018 às 10:29 |

Pesquisa passou por 3.824 imóveis de todas as regiões (Foto: ACS/Prefeitura)

O quarto e último LIRAa de 2018 - Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Mosquito Aedes aegypti, confirmou Poços de Caldas com baixo risco de epidemia. Realizada entre os dias 15 a 18 de outubro, a pesquisa passou por 3.824 imóveis de todas as regiões da cidade. Foram identificados nove focos, em cinco bairros: Chácara Alvorada e Dom Bosco na zona Leste; Conjunto Habitacional, Jardim Kennedy e São Sebastião, na zona Sul. O resultado colocou o índice de infestação predial do município em 0,2%, o que é considerado como baixo risco de infestação do Aedes. 

“Este é um índice previsto para o início de outubro, tendo em vista inclusive que tivemos o nosso período de chuvas antecipado neste ano. Consideramos um resultado satisfatório, tendo em vista que os poucos focos localizados, foram encontrados nas duas regiões com maior densidade populacional do município”, avaliou o coordenador da Vigilância Ambiental, Jorge Miguel Ferreira do Lago. 

Dos nove focos localizados neste levantamento, oito estavam em residências e outro em um terreno, o que reforça a necessidade de apoio da população na prevenção da proliferação do Aedes. “Mais de 50% destes focos estavam em depósitos de fácil remoção ou eliminação, por isso pedimos sempre o apoio da população na vigilância e no combate a locais que possam acumular água e gerar riscos, especialmente neste período de chuvas que vamos viver nos próximos meses”, lembrou Jorge. 

Prevenção Constante - O Aedes é o mosquito transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya. Em Poços, são 79 agentes de endemias, responsáveis pelas visitas domiciliares, eliminação de criadouros e tratamento químico, sempre que necessário. Além disso, durante todo o ano, mutirões de limpeza realizados pelas secretarias de Saúde e de Serviços Públicos, visam eliminar possíveis focos.

“Trata-se de um trabalho essencial que visa a saúde da população e o resultado se confirma em levantamentos como este. É muito importante que todos colaborem conosco, cada morador, cuidando da sua casa e falando para outras pessoas, sobre a importância desta prevenção”, afirmou o secretário de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva. As edições anteriores do LIRAa foram realizadas nos meses de janeiro, abril e agosto. Pela primeira vez, por determinação do Ministério da Saúde, o levantamento foi feito quatro vezes este ano, com a inclusão da pesquisa também em agosto. O próximo levantamento será feito em janeiro de 2019. 

É importante lembrar que todos os agentes trabalham uniformizados com roupas e coletes identificados. Em caso de dúvidas, peça o nome completo do agente e entre em contato com a Ouvidoria Municipal de Saúde. O telefone com ligação gratuita é o 0800-283-0324.

Fonte:

Deixe seu comentário