Portal da Cidade Poços de Caldas

PREOCUPAÇÃO

Discussão na Câmara alerta para riscos da dependência tecnológica

Audiência pública tratou, dentre outros assuntos, da exposição de crianças e adolescentes a novas tecnologias

Postado em 26/10/2018 às 11:08 |

Professores, alunos e psicólogos participaram do debate (Foto: ACS/Câmara Municipal)

Uma audiência pública realizada pela Câmara discutiu o tema “Os riscos da dependência tecnológica”. O encontro atendeu a um requerimento do vereador Ricardo Sabino (PSDB), assinado também pela vereadora Lígia Podestá (DEM), e teve como objetivos ampliar a atenção e atuação dos atores públicos, privados e sociais quanto à importância do assunto e debater a necessidade de conscientização e prevenção do problema.

O evento contou com a participação da secretária municipal de Educação Flávia Vivaldi, da médica pediatra Dra. Luciene Souza Custódio, da psicóloga, psicanalista e professora Carolina Siqueira Coutinho e do psicólogo Luiz José da Mota Filho. A exposição de crianças e adolescentes a novas tecnologias, os pontos positivos e negativos do fácil acesso ao mundo tecnológico e as consequências do uso exagerado de celulares e computadores foram alguns dos assuntos abordados pelo público.

A secretária municipal de Educação Flávia Vivaldi destacou que o tema causa certa angústia, visto que a população é refém dos aspectos positivos que a tecnologia traz. “Em alguns momentos há necessidade de parar, principalmente quem é da área da educação, e refletir sobre aspectos que são fundamentais. Professores e coordenadores da educação infantil tiveram a oportunidade de participar conosco do evento Mil Dias e a fala de uma neuropediatra durante esse evento foi que antes dos dois anos as crianças não deveriam passar perto de nada que tivesse tela. E a partir dos dois anos, que isso seja extremamente regulado. E para a gente que estuda o desenvolvimento humano não é difícil entender. É a interação com o outro, são as relações humanas que também promovem o desenvolvimento. Esse ambiente virtual impede a qualidade de interação”, pontuou.

A médica pediatra Dra. Luciene Custódio abordou, entre outros pontos, a importância dos pais dedicarem parte do tempo livre aos filhos. Ela falou, ainda, sobre a rotina das crianças, a preocupação intensa da geração atual com o externo e sobre o fato de que os benefícios da tecnologia existem, no entanto o uso deve ser regrado. A psicóloga e psicanalista Carolina Coutinho falou sobre as definições de dependência tecnológica, os tipos de tratamento existentes e o uso da terapia familiar como forma de resolver o problema.

Para o psicólogo Luiz Mota, é preciso que a sociedade se aproprie da tecnologia com inteligência. “Na verdade, nós precisamos da tecnologia. No fundo, vivemos em um tempo histórico onde temos uma infinita possibilidade de crescer e melhorar como povo, enquanto planeta, levando em conta a tecnologia que possuímos hoje. Entretanto, temos sido permeados por ela naquilo que há de pior, ou seja, de nos tornarmos menos atentos, de não colocarmos críticas naquilo que estamos fazendo e isso que deve ser combatido”, ressaltou.

De acordo com o vereador Ricardo Sabino, a audiência atendeu aos objetivos propostos, com a presença expressiva de educadores, alunos e psicólogos. “Ressalto o grande sucesso dessa audiência. A Casa esteve cheia, com pessoas interessadas nesse assunto de tamanha relevância na atualidade. Quero destacar, também, a participação das pessoas na Tribuna, que foram presenças que enriqueceram bastante o diálogo, e dos componentes da Mesa que, com o conhecimento que têm em cada área de atuação, fizeram da audiência um encontro leve e com um conteúdo muito bom. O objetivo agora é analisar, a partir de tudo que foi levantado, como o poder público pode contribuir nesse processo. As ações, na maioria das vezes, são pessoais e envolvem cada indivíduo. No entanto, acredito que foi de grande importância a presença dos educadores, que vão poder multiplicar isso dentro da sala de aula e dentro de reuniões com pais de alunos”, afirmou.

O vídeo da audiência, com todas as apresentações feitas pelo público, está disponível no Portal da Câmara, em Gravações.

Fonte:

Deixe seu comentário