Olá Visitante! Cadastre-se ou faça seu Login
Login com Facebook
ou
Você está em Poços de Caldas / MG

Você está aqui: Home / Notícias / Unidades de Atenção Básica estão preparadas para atender até 80% dos problemas de saúde da população
Atualizado


Unidades de Atenção Básica estão preparadas para atender até 80% dos problemas de saúde da população

Equipes das Unidades Básicas de Saúde estão capacitadas para atender até 80% dos casos atendidos

No sistema de saúde do município, custeado pelo SUS, temos as UBSs - Unidades Básicas de Saúde, popularmente conhecidas como PSFs ou postos de saúde, os Núcleos de Especialidades com agendamento de consultas e exames, os pronto-atendimentos, no caso a UPA e o Hospital Margarita Morales, além dos hospitais de referência, para alta complexidade: Santa Casa e Santa Lúcia.

Em determinadas situações, por falta de informação e em alguns casos, por falha do próprio sistema, o usuário acaba procurando o local errado para atendimento, o que gera desconforto ao paciente e desorganização no fluxo das unidades.

É uma situação registrada com frequência na UPA, a Unidade de Pronto Atendimento, conforme explica o diretor Ed Wilson. “Estados gripais, quadros de febre que se arrastam por dias, de dores de repetição ou com recorrência, podem ser atendidos nas unidades básicas, perto da casa do paciente e se necessário, encaminhados para os Núcleos de Especialidades. Mas, muitas vezes os casos vêm parar aqui na UPA. Todas as pessoas aqui são atendidas, mas muitas vezes os usuários reclamam da demora e essa demora é justificada porque estamos atendendo em alguns dias, até o dobro da nossa capacidade”.

A UPA foi planejada para atender 350 pessoas por dia, mas a média diária é de 700 atendimentos. Em dias de pico, mais de mil pessoas chegam a ser atendidas no local.

O secretário de Saúde reforça que as UBSs estão prontas para atender a população e devem ser a primeira escolha dos moradores, em casos que não exijam maior complexidade. "As unidades dos bairros têm médicos, enfermeiros, agentes de saúde, coleta de exames laboratoriais e até a dispensação de alguns tipos de medicamentos, tudo isso para conforto da população que pode ser atendida perto de onde mora. A UPA é para o primeiro atendimento de casos de média e alta complexidade. Nenhum atendimento é negado à população, mas quem vai à UPA com um quadro que poderia ser tratado nas UBSs vai esperar mais para ser atendido, porque as emergências e urgências são a prioridade lá", explicou Carlos Mosconi.

Atenção Básica 

A Política Nacional de Atenção Básica, aprovada por meio da portaria nº 2488 do Ministério da Saúde tem, na Saúde da Família, estratégia prioritária para expansão e consolidação da atenção básica. Os médicos da Estratégia de Saúde da Família - ESF - realizam atendimentos a todos os pacientes da área, com capacidade para resolver até 80% dos problemas de saúde da população. Nas equipes com a ESF são realizados atendimentos como puericultura (acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança de 0 a 2 anos de idade), pré-natal, consultas médicas, consultas de enfermagem, coleta de papanicolaou, testagens de hepatites, HIV, sífilis, além de teste do pezinho. Atendimentos como curativos, retirada de pontos e inalação também podem ser feitos nas UBSs. Os casos com maior complexidade são encaminhados pelos médicos e enfermeiros da ESF aos especialistas da rede, por meio de consultas agendadas no Núcleo de Especialidades. Em Poços são quatro: Cohab, Esperança, Hospital Zona Leste e Policlínica Central.

Um ponto importante sobre a Estratégia de Saúde da Família é o estabelecimento de uma equipe multiprofissional composta por, no mínimo: médico generalista ou especialista em Saúde da Família, ou médico de Família e Comunidade; enfermeiro generalista ou especialista em Saúde da Família; auxiliar ou técnico de enfermagem; e agentes comunitários de saúde. Pediatras e ginecologistas não fazem parte da equipe mínima da ESF conforme portaria do MS nº2488 de 2011. Das 36 UBSs, Unidades Básicas de Saúde de Poços, 33 são de ESF - Estratégia de Saúde da Família.

“Muitas vezes recebemos questionamentos de mães, pela ausência de pediatras nas unidades básicas, mas elas podem ficar tranquilas, porque o médico de família é o profissional que está preparado para atender todas as faixas etárias de uma família, incluindo bebês, crianças, jovens, adultos e idosos”, explicou Camila Bacelar, coordenadora da Divisão de Atenção Básica.

O mesmo questionamento sempre é feito na UPA, também. “O regimento da UPA prevê que nós temos que oferecer o atendimento pediátrico, mas isso não significa a obrigatoriedade de ter um médico pediatra 24 horas. Dos 45 médicos do nosso quadro, sete são pediatras. Na ausência deles, os médicos generalistas estão preparados para atender a todos os públicos, inclusive as crianças”, disse Ed Wilson, diretor da UPA.



Fonte: Prefeitura Municipal de Poços de Caldas

Deixe seu comentário

Você está em Poços de Caldas / MG
Portal Poços de Caldas
Unidade Poços de Caldas, MG


RR Serviços de Informação na Internet - 17.373.881/0001-99
© 2008-2017 Copyright Franquia Portal da Cidade ®
X